Jamie Oliver na Irlanda

8 Nov

“Eu deveria ter sido italiano. Há tanta diversidade de estilos de vida, culinária, tradições e dialetos. É por isso que, como chef, acho esse país tão empolgante, e foi isso que me inspirou a criar o Jamie’s Italian”. Assim define o famoso mestre-cuca inglês a sua paixão pela Itália e pela culinária do país, uma das mais difundidas e apreciadas no mundo.

E tal paixão, de Jamie pela culinária italiana e dos italianos pela comida, se faz sentir no Jamie’s Italian. Para minha surpresa, os ventos europeus e os amigos espalhados pelo mundo me levaram a minha segunda vivência gastronômica em um dos restaurantes do irreverente chef. Depois do Fifteen em Amsterdã, também com clara influência italiana, veio a experiência em Dublin.

Aberta no final de setembro deste ano na capital irlandesa, a nova unidade do Jamie’s Italian tem reservas para os próximos meses, acumula filas na porta com frequência e chegou a servir mil pessoas em um dia. O restaurante fica no Dundrum Town Centre, o maior shopping da Irlanda, a cinco quilômetros do centro da cidade.

Ao entrar no restaurante, logo se vê uma grande máquina de macarrão produzindo rolinhos de linguine a todo vapor. A seguir, vem um balcão com dezenas de salames e enormes peças de prosciutto crudo pendurados – da marca Levoni e vindos direto da Itália, assim como grande parte dos ingredientes utilizados ali. Polenta, tomate pelado, azeitonas – tudo italianíssimo.

Meu querido amigo brasileiro Gui – ou Guil, como o chamam na sua nova pátria Irlanda – trocou o jornalismo pelos restaurantes e é um dos staff members do recém-inaugurado empreendimento do Jamie Oliver. Certamente as origens italianas e o gosto pela gastronomia do Gui o ajudam em seu trabalho, discursando com precisão sobre os pratos e ingredientes.

Começamos pelos coquetéis. O meu estava gostoso e refrescante – Blueberry & Basil Smash, com blueberries, manjericão, gin e gelo. Mas gostei mais dos que provei dos outros: Expresso Martini, com vodka, licor de café Kahlúa e expresso, e Vanilla & Lemon Martini, com pontinhos de baunilha de verdade.

O menu inclui opções na medida certa de antipasti, pasta, saladas, carnes, peixes, acompanhamentos e sobremesas. Optamos por várias entradas coletivas. Em uma criação rústica e charmosa, uma tábua de frios  vem apoiada sobre latas de tomate pelado italianas (foto), trazendo mortadela com pistache, presunto cru, salame, azeitonas, alcaparras, mozzarella de búfala com pimenta e menta e queijo pecorino com geleia de pimenta.

Também pedimos lula frita acompanhada de maionese de alho e limão, Italian nachos – ravioli quatro queijos fritos e crocantes com molho apimentado – e sweet mini chilli peppers (foto) – pimentas recheadas com atum, anchovas e alcaparras. Difícil escolher a melhor das entradas.

Como prato principal, pedi o carro-chefe do restaurante: prawn linguine (foto) – macarrão com camarões refogados no alho, funcho, pimenta e rúcula –, um conjunto de sabores frescos, inclusive o da massa. Uma versão semelhante desse prato, com spaghetti, aparece no livro Jamie’s Italy, assim como a tradicional porchetta que biquei do prato do Gui. Trata-se de lombo de porco temperado e recheado com ervas e verduras, amarrado com barbante e cozido à baixa temperatura por cerca de duas horas e meia. Apesar de eu quase sempre optar por peixes ou frutos do mar, tenho que dizer que a carne estava excelente.

Também provei da polenta frita com alecrim e parmesão ralado que pedimos como acompanhamento, e dos outros dois pratos escolhidos na mesa: cordeiro cozido lentamente com menta, pimenta e balsâmico, e panzerotti (espécie de ravioli em forma de meia lua) recheados com abóbora, ricota e parmesão e servidos com manteiga de alecrim e biscoitos amaretti esmagados. Talvez essa seja a minha pedida na próxima vez, me lembraram dos tortei de abóbora caseiros apreciados nas regiões de colonização italiana do Rio Grande do Sul.

Para completar a rodada de intercâmbio gastronômico em nossa mesa, pedimos três sobremesas coletivas para nós quatro. Apaixonada por café, de cara fiquei de olho no tiramissù, mas, para minha surpresa, o Gui disse que o dali não era bom. Foi apenas uma pequena decepção, compensada por nossas três escolhas: brownie com framboesa e amaretto, servido quentinho e com sorvete de baunilha, torta de pêssego e amêndoas e a levíssima panna cotta com compota de frutas vermelhas (foto). Fico com água na boca só de lembrar!

Apesar do ambiente informal e descontraído, o restaurante pode não ser dos mais baratos, se você decidir fazer como os italianos, pedindo antipasti, primo e secondo piatto e sobremesa. Mas um prato de massa como o prawn linguine tem preço razoável: 9,50 euros a porção que eles chamam de “pequena” e 16,50 euros a grande. Com desconto por causa do amigo, tudo ficou ainda melhor, com gostinho de quero mais para conhecer o resto do menu.

Para alegria dos brasileiros, há rumores de que em breve os sabores do Jamie’s Italian poderão também ser apreciados em São Paulo.

Anúncios

3 Respostas to “Jamie Oliver na Irlanda”

  1. Gui(l) 16 de Novembro de 2012 às 12:10 #

    Tai um review objetivo e informativo escrito por uma jornalista competente, que domina a lingua portuguesa e é apaixonada por gastronomia.

    Infelizmente grande parte dos jornais ao redor do mundo tem chefs ou restaurateurs fracassados como “food critics”, homens e mulheres mais preocupados em encontrar falhas do que sentar a mesa e aproveitar um dos prazeres mais simples e honestos da vida.

    Well done, Lu. As I tell my customers, do come back as it’s a big menu and it’s all good.

    beijos

    • luisafrey 16 de Novembro de 2012 às 15:16 #

      Obrigada por acompanhar o blog e pelos elogios, Gui.
      Espero visitá-lo e comer no Jamie´s Italian novamente em breve 🙂

Trackbacks/Pingbacks

  1. Jamie Oliver em Richmond | the new accomplished - 9 de Janeiro de 2014

    […] (dã, comida italiana) e eu também já tinha visto depoimentos de amigos que foram nele (vide a Lu em Dublin). Mas decidi ficar longe do movimentado Covent Garden e ir até Richmond, láá na zona 4 do […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: